Terça-feira, 9 de Junho de 2009

A construção da Llnha

 

A construção da linha
A Linha do Dão ligava a linha da Beira Alta, na estação de Santa Comba Dão, a Viseu, através de um caminho-de-ferro de via estreita (1000mm) numa extensão de 49.214 km.
Inaugurada a 25 de Novembro de 1890, foi a primeira via-férrea a atingir Viseu, muitos anos antes da Linha do Vouga.
Em Agosto de 1972 o serviço de mercadorias foi encerrado. A Linha do Dão viria a ser encerrada em 25 de Setembro de 1988.
A Linha do Dão saía de uma gare situada na estação do Vimieiro (Santa Comba Dão).
            O comboio passava pouco depois por baixo da Linha da Beira Alta e percorria a margem esquerda do rio Dão. Com esta paisagem marcada pelo Dão, o comboio passava três pontões, e logo depois a ponte sobre o rio Dão (km 4.3), e depois de mais um pontão surgia a estação de Treixedo (km 6,0). Já com uma paisagem florestal, a via-férrea prosseguia, passava dois pontões, a ponte de Nagosela, e logo a seguir o apeadeiro com o mesmo nome (km 9,0). O Dão perdia-se de vista e o comboio lá continuava, passava três pontões pequenos e alcançava a estação de Tonda (km 14,5).
            Após 2 km, Porto da Lage, passava mais um pontão, a ponte de Dinha, e logo a seguir a estação de Tondela (km 20,5).
            O comboio deixava o local, passava uma zona arborizada e alcançava o apeadeiro de Naia (km 22.5), de seguida atravessava a ponte de Canas de Santa Maria, e surgia o apeadeiro de Casal do Rei (km 24.2), antes da estação de Sabugosa (km 26,8) e Parada de Gonta (km   (29,8). Depois desta paragem com alguns povoados junta à via-férrea, chegava o túnel de Santa Catarina e aparecia a estação de Farminhão (km 32,4). Surgia depois a ponte de Farminhão (que foi completamente destruída),e mais além o apeadeiro da Varzea (km 35,0), a algumas centenas de metros a estação de Torredeita (36,5).
            A viagem seguia, Mosteirinho (km 38,2) era o apeadeiro seguinte, e logo a seguir a ponte da Ortigueira, e aproximava-se o túnel de Figueiró, que antecedia a estação com o mesmo nome ( km 41,0).
Após esta gare, depois de um curto trajecto, o comboio chegava ao apeadeiro de Travassós  de Orgens (km 42,8), a via férrea atravessava o pontão de São Martinho e surgia o apeadeiro de Tondelinha (km 45,9), 1600mt depois surgia o apeadeiro de Vildemoinhos (km 47.6).
Depois desta paragem surgia a linha do Vouga, que, após algumas dezenas de metros, se juntava à linha do Dão na estação de Viseu, que marcava o final do percurso destas duas linhas.
 (BIBLIOGRAFIA - Os Comboios em Portugal - José Ribeiro Silva - Terramar)
 
 
publicado por km14 às 20:32
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.posts recentes

. ...

. PASSAGENS DE NÍVEL COM GU...

. mapa da linha do dão

. VIADUTOS SOBRE A LINHA DO...

. TÚNEIS DO DÃO

. PONTES DA LINHA DO DÃO

. APEADEIROS

. ESTAÇÕES:

. A construção da Llnha

. DE STA COMBA A VISEU

.arquivos

. Janeiro 2010

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

blogs SAPO

.subscrever feeds